Scarlett, NoRegreT e The House mudam a cara do StarCraft II competitivoJustin Groot, Blizzard Entertainment|4 de março de 2018

Sasha "Scarlett" Hostyn cresceu na pequena e remota cidade canadense de Kingston, Ontario, mergulhada em livros de fantasia, esqui e o jogo de cartas Magic: The Gathering. Entediada na escola, ela negociava ações em um iPod Touch. Em casa, ela jogava videogames e ficou especialmente fascinada por StarCraft II. Em 2011, quando Scarlett venceu seu primeiro torneio online, ela tinha 17 anos.

Mesmo aos 17, ela já era extremamente habilidosa, e começou a competir em StarCraft II em tempo integral. Até 2018, porém, seu sucesso era irregular, vencendo campeonatos quase só em eventos norte-americanos. Até 2018, ela nunca tinha vencido um evento de primeira linha. Até 2018, ela nunca tinha chegado sequer às oitavas de final da GSL.

Para entender por que as coisas mudaram este ano, é preciso enxergar além das jogadas incríveis de Scarlett e ver o treinador e os parceiros de prática que a ajudaram a alcançar seu potencial.

O treinador

Assim como Scarlett, Jake "NoRegreT" Umpleby cresceu em uma pequena cidade de Ontario. Seu pai tinha uma empresa de climatização e NoRegreT pretendia trabalhar para ele quando terminasse o ensino médio. Em vez disso, se apaixonou por StarCraft II. NoRegreT se destacou durante o beta de Legacy of the Void com jogadas criativas e agressivas. Em março de 2016, mudou-se para a Coreia do Sul para treinar com a notável equipe MVP de StarCraft II.

Diferentemente de Scarlett, que é três anos mais velha, NoRegreT nunca foi candidato a melhor jogador norte-americano. Durante sua estada na casa da equipe MVP, ele tentou se classificar para a SSL e a GSL, mas não conseguiu passar das classificatórias de ambas. Quando a casa da equipe MVP fechou, NoRegreT ficou sem um lar.

A história de outro jogador profissional de StarCraft poderia ter acabado ali. Mas o destino tinha outros planos para NoRegreT, abençoado com uma determinação incansável, quase teimosa.

The House

Mais ou menos na época em que as acomodações de NoRegreT foram fechadas, por acaso Scarlett também estava procurando um lugar para ficar. Os dois jogadores canadenses eram velhos amigos. Juntos, bolaram um plano maluco: e se eles abrissem uma casa permanente para jogadores estrangeiros de StarCraft II visitando a Coreia do Sul?

Scarlett e NoRegreT nas Classificatórias da 2ª Temporada 2017 da GSL

Eles alugaram um pequeno apartamento de dois quartos com barras nas janelas e uma máquina de lavar no banheiro. Logo eles receberem seu primeiro convidado, o jogador americano de protoss Alex "Neeb" Sunderhaft. Durante a estadia, Neeb venceu a Copa KeSPA 2016. Foi uma enorme conquista: a primeira vitória de um jogador não coreano em um torneio coreano de ponta na história de StarCraft II. A casa não poderia ter começado melhor.

O vlog de NoRegreT durante esse período revela um grupo de amigos próximos aproveitando ao máximo circunstâncias humildes. Assim que Neeb chegou, eles o levaram para comer pizza coreana. Nos bastidores de torneios como a Copa Kespa e várias classificatórias da GSL, NoRegreT e seu amigo cinegrafista Matt Hollman realizaram entrevistas com Neeb, Scarlett e outros entre as partidas. Esses vídeos são notáveis pelo retrato autêntico de jogadores que normalmente evitam os holofotes. Scarlett, que frequentemente parece um pouco taciturna em entrevistas, está animada, falante e espirituosa nos vlogs de NoRegreT. 

Nem sempre foi fácil. "Em algum ponto de 2016, eu fiquei totalmente sem dinheiro", conta NoRegreT. "Tive tanta sorte de me classificar para o WESG... Isso literalmente me salvou de abandonar StarCraft II e voltar para casa. Eu aprendi uma lição: não importa o que aconteça, insistir em algo que você acredita nunca é a coisa errada a se fazer".

No fim, os amigos conseguiram alugar um espaço maior. Jogadores em peregrinações de treinamento agora entravam e saíam; em fevereiro de 2018, a lista incluía Elazer, uThermal, puck, DnS, PtitDrogo, Hurricane, Stephano e SpeCial. Com tantos parceiros de ponta para praticar, a casa é uma câmara incubadora de aprimoramento. Ela se tornou o destino de jogadores profissionais de StarCraft de todas as regiões que buscam levar seu jogo ao próximo patamar. Enquanto o plantel mudava ao redor deles, Scarlett e NoRegreT permaneciam, treinando o máximo possível. Agora em 2018, o rigoroso ambiente de treinamento está começando a dar resultado.

No dia 6 de fevereiro de 2018, Scarlett ficou em primeiro no IEM PyeongChang com uma sonora destruição por 4 a 1 da lenda dos protoss Kim "sOs" Yoo Jin. Logo após, ela arrebentou nas oitavas de final da GSL, ficando em primeiro no seu grupo e se tornando o primeiro estrangeiro a chegar às quartas de final da GSL desde 2012. Ela garantiu vitórias contra o campeão das Finais Globais da WCS 2017 Roque e o monstruoso jogador terrano INnoVation. Com enormes vitórias contra oponentes protoss, zergs e terranos, Scarlett não parecia mais a melhor mulher, estrangeira ou canadense do mundo; ela começava a parecer a melhor jogadora, ponto final.  

Evolução

Scarlett é uma jogadora incrível de StarCraft II, com mecânicas impecáveis e um talento absurdo. NoRegreT é um mestre da estratégia com aptidão para elaborar ordens de construção pouco convencionais. Com os poderes combinados de ambos, Scarlett se tornou uma adversária assustadora, de fato. Ela pode iniciar uma "ordem NoRegreT" hiperagressiva e nunca antes vista na Partida 1 e então durar mais do que oponentes de ponta em uma Partida 2 longa, tradicional e intensiva em macrogerenciamento. Os melhores jogadores de StarCraft II arrancam vantagens essenciais prevendo as estratégias do oponente. Ao complementar seu já enorme conjunto de estratégias com as ideias malucas de NoRegreT, Scarlett se tornou praticamente impossível de prever.  

NoRegreT e Scarlett na 1ª Rodada da GSL

"Estamos chegando a uma realidade em que NoRegreT é o maior treinador da história de SC2", tuitou o jornalista de StarCraft Kwanghee "Waxangel" Woo após a vitória de Scarlett no IEM PyeongChang.

E não é só Scarlett. Jogadores que passaram tempo sob a tutela de NoRegreT têm ido bem a cada evento. Nos seus vlogs de bastidores, ele sempre fala com os jogadores sobre estratégia, ouvindo atentamente o que eles acham e fazendo pequenas sugestões. Após uma longa estadia na casa, Juan Carlos "SpeCial" Tena Lopez chegou ao topo da sua carreira nas Finais Globais da WCS 2017, derrotando Stats, TY e Elazer no caminho até o 3º/4º lugar, com prêmio de US$ 42.000. Três dos quatro melhores jogadores no IEM PyeongChang eram residentes da casa. A previsão de Waxangel pode não estar muito longe de acontecer.

NoRegreT rapidamente minimiza a sua contribuição.

"Eu sempre fui um jogador estratégico, em vez de mecânico", diz ele. "Embora eu não concorde com a possibilidade de ser o melhor treinador, eu sou mesmo apaixonado por ajudar os outros a melhorarem". 

Sua própria carreira em StarCraft II progrediu de maneira lenta e estável. Ele chegou à 1ª Rodada da GSL duas vezes e ficou em 7º nas Classificatórias Norte-americanas da WCS Leipzig. Neste momento, parece improvável, embora não impossível, que ele chegue ao nível de seus amigos Scarlett, SpeCial e Neeb. Mas, se NoRegreT sofre para se destacar entre os concorrentes, ele já provou ser um excelente treinador e, através de seus vlogs hilários e informativos, um talentoso jornalista de e-sports.  

"Daqui a cinco anos? Eu nem consigo enxergar direito meu futuro no ano que vem", diz ele. "Mas eu posso garantir uma coisa: eu vou fazer aquilo que adoro, não importa a minha renda, e não vou para nenhum outro lugar enquanto tiver a chance de fazer parte da comunidade de StarCraft II".

E quanto a Scarlett?

"Tenho certeza que ela vai fazer o que a deixar feliz", diz NoRegreT. "Acho que o impacto dela na cena de e-sports daqui a cinco anos vai ser algo que as gerações futuras comentarão".


Leia mais sobre o 20º Aniversário

- Evolução concluída: a recriação de unidades clássicas em StarCraft II

Mike Morhaime fala sobre os 20 anos de e-sports de StarCraft

Um papo com a equipe de StarCraft II da DeepMind